fbpx

Cultura entre Pontes: um projecto de inova e une

Acaba de ser lançada uma ação inédita entre os Municípios de Sever do Vouga, Oliveira de Frades, São Pedro do Sul e Vouzela no propósito de se unirem numa verdadeira rede cultural, histórica e social, para o desenvolvimento de novas iniciativas artísticas e culturais. Chama-se “Cultura Entre Pontes” e visa capacitar não só as associações culturais e artísticas destes Municípios, mas também fortalecer ‘novas’ pontes de contacto e colaboração futuras. O trabalho com as associações culturais e com a comunidade é o âmago do projeto.

No canto polifónico serão criados grupos de canto locais nos territórios, criadas nova cantadas e promovidos espetáculos com a participação dos grupos locais. Já no teatro serão criadas visitas encenadas em locais de elevado valor patrimonial para visitação e promoção dos territórios, em articulação com associações culturais. Mas há muito mais, desde uma mostra sobre o emblemático canto polifónico, um roteiro turístico e cultural pelos 4 municípios com recurso a vídeo mapping e até uma mítica caderneta de cromos.

O projeto “Cultura Entre Pontes” tem um propósito claro de, não só juntar o melhor da cultura e da força das comunidades dos Municípios de Sever do Vouga, Oliveira de Frades, São Pedro do Sul e Vouzela, mas também de capacitar as associações locais para que garantam a continuidade de novas propostas artísticas e culturais que congreguem a valorização do património material e imaterial locais.

Esta rede supramunicipal (que une Municípios de duas sub-regiões diferentes – Viseu Dão Lafões e a de Aveiro) pretende que as entidades envolvidas passem a ganhar escala e partilhem uma visão comum na superação dos desafios de captação de novos públicos e visitantes, que são tão importantes para reverter as quebras das dinâmicas económicas e culturais provocadas pela pandemia de Covid-19.

CULTURA-ENTRE-PONTES-Apresentacao-baixa-resolucao

“Cultura Entre Pontes” é, assim, um projeto agregador que fala de proximidade, de ligação, de união. Foram aliás estas premissas que levaram a erigir esta pioneira rede cultural, com base no desenvolvimento de um programa de ação inovador, integrador e de “amor sincero ao povo”, utilizando a expressão de Michel Giacometti, reconhecido etnomusicólogo francês que desenvolveu no território um trabalho único na preservação e valorização do património imaterial associado ao canto polifónico.

O Museu Municipal, alem de ir acolher algumas das actividades, será o serviço municipal responsável pela coordenação do projecto. A primeira actividade em Sever do Vouga está prevista para o dia 21 de Agosto, em Talhadas, com a apresentação do espectáculo da Oficina do Canto Polifónico Feminino sob a direcção artística de Paulo Pereira e a dinamização de Carmina Repas Gonçalves.

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Horário actual:
3ª a Sábado: 10h-12h30 / 14h-17h

O horário vai sendo ajustado em conformidade com os decretos de execução dos estados de emergência ou de calamidade.

http://www.museudeseverdovouga.pt/estamoson/